Water, The Great Mystery

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Aceita O AMOR!

A viagem faz-se por esses mundos paralelos… Sentes, contactas através do coração, telepáticamente. Foi complicado entender as diferenças, por vezes, abismais, entre o plano astral e o material. O que acontece no mundo espiritual, mostra-te o que se passa como o teu Eu Divino e com os restantes Seres com quem contactas e estás ligado, SOMOS UM. Sinto, vejo uma rede de seres humanos e não só, que amo e que me amam. Esse amor Une-nos. Vejo-o no plano astral, não existe limite para essa vibração amorosa que nos une, mas a vida material, física, parece, por vezes, tão distante da Vida Divina, no plano Mais alto. Aqui, na matéria, ainda há Medos, complexos, julgamentos, invejas, tristezas, dependências, sofrimento.
No plano astral, Somos o que Somos, e garanto-vos que somos Todos, mas Todos, maravilhosamente belos, uma beleza indescritível, as lágrimas correm pelo rosto, tal é a felicidade, por apenas estarmos juntos e existirmos. O Amor que irradiamos é de tal forma forte, que talvez seja impossível, para já, de “aguentar” neste estágio como humanos.
Todas as dúvidas, todas as incertezas e receios, esvaem-se perante a claridade e o amor que surge lá em cima. Pergunto-me? Porquê meus lindos? Porquê continuar a evitar o Amor? Porquê continuarmos a tolerar a insegurança e o Medo? Porque privarmo-nos de tamanha Paz…doçura, beleza, União?
Experimentem…fechem os olhos, abram o vosso chacra cardíaco e sintam o Amor que vos rodeia, abram, recebam, deixem que o coração dos que vos estão ligados se manifeste. Permitam-se receber esse amor. Porque lá em cima não há ilusão, mentira, atritos. Lá em cima estamos nós, nus e puros, íntegros, verdadeiros.
Por vezes, deixamo-nos enredar nesta trama que nos parece real, esta ilusão que durou séculos e séculos, e agora? Agora que podemos abrir a asas e voar, olhar lá de cima… ?
Não é fácil, eu sei que não é fácil, romper com anos, décadas de tradições e manteres-te lá… ser constante, sem quedas, sem oscilações.
Mas existem ferramentas, que nos ajudam, eu falo por mim, até atingires um nível de planagem aceitável, precisas de te socorrer delas. São nossas companheiras, vamos lá outra vez “invocá-las”:-)
A natureza! Somos Natureza, para ampliarmos essa verdade temos de respirar sentir o ar percorrer os pulmões, descer pelo corpo, ter a consciência da nossa fisicalidade e da importância do oxigénio… Pranayama… (existem workshop’s desta disciplina ancestral, que nos ensina a alcançar maior energia, através de técnicas de respiração, posturas e contracções do corpo.) Básicamente, quanto mais saudáveis estivermos, mais energia poderemos suster e energia, neste caso será Luz, Consciência, logo saúde, vitalidade, discernimento, alegria, amor, conexão.
Nunca tenhas pena, nem de Ti, nem dos outros, existe compaixão, que é absolutamente diferente. A compaixão aceita, não julga, entende, liga-se, inter-age, perdoa.
Não sejas intolerante, nem contigo, nem com os outros… todos estamos no caminho, o processo é diferente para cada um de nós. Somos Um.
Não tenhas medo, o medo atrai o problema, se conseguires erradicar o medo serás livre, totalmente livre e Feliz.
Se estás zangado, barafusta, dá uns murros nas almofadas, faz karaté (goju –ryu de preferência, pela importância dada à respiração). Existe sempre solução para tudo. Nem que seja virar costas e dar um passeio à beira rio. Tudo passa, tudo se transforma. O que é agora já não será amanhã.
Bebe muita água, se puderes alimenta-te com qualidade não em quantidade. Sente o que queres mesmo comer.

Não te tornes dependente de nada nem de ninguém, essa ilusão faz-nos fracos, à falta dessa muleta, sentimo-nos densos, e sofremos, desequilibramos. Temos de saber estar sós, temos de saber SER. Apenas por Nós Mesmo.
Não confundas Amor com sexualidade, desejo. Não tem mesmo nada a ver Podes amar profundamente uma pessoa e optares por não sentires nada físico. A maior parte dos relacionamentos físicos, geram desequilíbrios e desencadeiam processos de vampirismo e dependência. Cuidado.

Estamos a viver um momento em que está a ser permitido a união de almas e chamas gémeas, para ajudar a elevar a malha energética do planeta. Como sabem, a energia que esses casais emanam, cura, é bom para a todos, desde que ambos estejam equilibrados. Felizmente, tenho assistido a casos muito bem sucedidos, é lindo o amor entre estes casais. Nestes casos, mesmo quando um dos elementos está desequilibrado, doente, normalmente o outro é capaz de o compensar, equilibrando-o sem desvantagem para si próprio. Curam-se.

Aprendam a distinguir o que é, realmente, importante, e normalmente, o importante é o momento, o Agora. As vezes verificamos que a nossa mente esvoaça pelos mundos que gostaríamos de ter ou viver, e ao nosso lado, uma criança pede atenção, um pássaro embala-nos o coração, uma brisa acaricia-nos a face, ao longe, quem sabe? Um cântico de uma sereia? Está no agora! Ouve, escuta, sente. Não penses muito. :-)
Aprendam a Rir, principalmente, de vós mesmo… é fundamental rir…
Sejam de novo CRIANÇAS, a criança, acredita sem receio, vai atrás, não julga… a criança é curiosa, não se preocupa com o que os outros pensam. A criança é inocente, segue o seu instinto, a sua intuição, não perde a capacidade de deslumbramento. As vezes dizem, “Vives no Mundo das fadas…” :-) eheheh. Sim, e Então? Se não for apenas um sonho?
Aceitem o vosso lado obscuro, esse lado foi necessário, a dualidade foi necessária, agora agradeçam e deixam-na esvair-se, conforme se fundem com a Luz.
Apreciem o caminho, passo a passo, sem planos, sem expectativas, pés no chão, cabeça levantada.
Deixem IR, deixem ir os tesouros que julgavam preencher os vazios, deixem ir, o mais precioso deles, abram mão… a entrega terá de ser Total e terás de estar completamente Nu.
Oração, lembrem-se da nossa Grande Mãe, do nosso Pai Celestial… expressem o vosso Amor.
Mantenham a chama acesa, a que nos faz criar… apaixonar… Mas sem medo, sem posse, sem expectativas.
Engraçado, temos de fazer tudo isto para saber, ao certo, o que é o desprendimento, tens de vivenciar cada passo, para entender como é denso, como é sofrido, mas aí… sorris e continuas a caminhada, as lágrimas também são companheiras de jornada, e acabarão por se transformar em cristais preciosos, em sementes de jardins, irradiando todo o Amor em que te transformaste.
Agradece… Se aceitares, estarás constantemente a ser presenteado, nem sempre como pensaste, nem sempre da forma mais óbvia. Mas sim! Agradece!
Dá!!! Impossível reter a Energia só para ti, quanto maior for o caudal, mais quererás dar, para entrar a energia tem de sair, fluir, regenerar… dá…Pode ser ao meditar, enviando Luz para os que mais precisam, concentra-te nisso, envia a tua Luz e o teu Amor, para todas as crianças do Mundo, envia… acredita que é muito importante.
Acima de tudo AMA-TE PROFUNDAMENTE… tu és DIVINO, Acredita. E abre o teu coração ao Amor que receberás. Não feches.
Bloquear o Amor trás sempre sofrimento, sempre.
Tem FÉ, O AMOR torna TUDO possível, TUDO.
Há mais, mas fica para depois.
Namaste

2 comentários:

Teresa disse...

Adorei este post.Muito profundo.Ás vezes, com as pressas do dia a dia, é dificil pararmos e vivermos de acordo com a nossa verdade.
Virei visitar esse cantinho mais vezes... pode ser k ajude a parar:)
Beijinhos

Alexandra disse...

Que bom que será receber mais uma estrela :-)
Bem vinda
Teresa (natural da Terra)
AMOR & LUZ

Galactic Federation Of Light Guardians of Light July 21 2009