Water, The Great Mystery

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Alma Gémea

Pintura de Josephine Wall

Um tema que nos apaixona a todos... encontrei um texto de Marsol no site http://www.universodeluz.net/
muito elucidativo. Aqui fica um excerto.
Obrigado MARSOL
Namaste



"O que identifica nosso ser interno, nossa Alma, é a energia que esta tem a capacidade de emitir, cada ser humano emite uma energia distinta, que permite sua identificação no plano espiritual pelo seres que nos assistem nesse plano. E é essa mesma energia que permite que identifiquemos certos seres humanos que sentimos que nos tocam a alma. E quem mais nos poderia tocar tão profundamente, senão aquele(a) que é o nosso complemento divino, a nossa Alma-Gémea. Aquele(a) que já amamos numa vida anterior a esta, e que por alguma razão reencontramos nesta vida. O reconhecimento de Alma-Gémea pode ser desencadeado logo no instante imediato em que nos aproximamos desse ser humano, como pode acontecer ao fim de algum tempo. Mas, sempre é sentido algo de muito especial por essa pessoa, mesmo sem que tenha sido efectuado esse reconhecimento. O modo como se poderá desencadear o reconhecimento de Alma-Gémea é muito variável, pois depende de diversos factores, tais como o desenvolvimento interior que conduz ao merecimento, por ter sido determinado ou outras. Encontrar a nossa Alma-Gémea é uma realidade possível de ser vivida. As energias que um reconhecimento de Alma-Gémea fazem despontar podem ser de tal modo grandiosas, que se não soubermos canaliza-las da melhor forma, de modo a equilibra-las, poderemos ficar completamente destroçados. Não que um reencontro do género seja negativo, ele é muito positivo, poderá é não suceder para os fins que o ser humano mais anseia. A realização de um relacionamento perfeito. Por vezes tal encontro sucede para fazer com que um dos dois desperte para o que até então estava adormecido. Poderá suceder que antes ou depois desse encontro um dos dois ou ambos passem por transformações, realizações e confrontos com decisões de âmbito diversificado. Um reconhecimento de Alma-Gémea por si só, faz estremecer nosso mundo por completo, força-nos a reavaliar nossa existência e se não houver consumação de relacionamento, poderá tornar-se algo muito difícil de suportar. Será como ter uma jóia muito preciosa ao alcance de nossas mãos, bastando querer para a tomarmos como nossa, mas, então cometemos um pequenino erro, tomados pela cegueira de nosso intenso desejo, esquecemos por completo que o outro também terá de querer, de estar pronto e liberto para usufruir dessa mesma jóia preciosa. Muito dificilmente um relacionamento de Alma-Gémea poderá ser consumado, caso um dos dois se encontre num nível de consciência inferior ao do outro. Neste caso, apenas um poderá fazer o reconhecimento, enquanto o outro provavelmente nem se ira dar conta, apenas vindo a aperceber-se mais tarde, ou mesmo nunca, caso não evidencie esforços para se tornar merecedor dessa realidade. Alguns destes encontros poderão ter sido pre-determinados a suceder numa altura estabelecida por ambos antes da reencarnação, se algum dos dois não se preparou devidamente, se não conseguiu atingir um dos requisitos mais importantes, que é o de elevar o seu nível de consciência, este encontro ao dar-se, poderá não surtir o efeito desejado e conveniente para ambos, e é aqui que o perigo de suceder um desequilíbrio se torna um perigo eminente. "

Marsol

2 comentários:

temas sociais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Selma,eu a encontrei,foi lindo no inicio não a reconheci,mas o tempo foi passando e foi aumentando a energia emanada de nós,me declarei pra ela,porém ela não quis.Agora tá casada e com um filhinho a vejo todos os dias,parece que a cada dia a energia que nos cerca aumenta.É uma energia sufocante,dói o peito,e quando ela se aproxima,meu corpo entra em puro estado de êxtase,ela se joga pra mim,ela suspira chamando meu nome,sinto ela ofegante no suspiro,e sem ela nem me tocar só de estar perto parece que fazemos amor,um dia ela me tocou as costas,uma discarga elétrica me enebriou,meu coração e minha cabeça doem de tanta energia presa,ela vem a mim sempre,não falo mais com ela pra não alimentar isso,mas quanto mais o tempo passa mais a energia aumenta,eu quero que ela seja feliz com sua família,mas ela não me deixa sempre vem tentando me sentir,como é possível não sentir mais dor de cabeça de tanta falta?sentir o peito não pular do lugar quando não a vejo?tem uma voz que sempre me fala que vamos ficar juntas,mas é impossível!como faço pra seguir em frente?arrancar essa dor que toma o peito?

Galactic Federation Of Light Guardians of Light July 21 2009